Cavendish cruzou a meta dentro do tempo e não escondeu emoção: «Tinha muito medo desta etapa»

Ciclista britânico continua em prova e com mira apontada ao recorde de vitórias de Eddy Merckx

• Foto: Reuters

Mark Cavendish (Deceuninck-QuickStep) foi este domingo um dos últimos ciclistas a terminar a 9ª etapa do Tour mas cruzou a meta dentro do limite de tempo estabelecido pela organização e por isso pode continuar em prova.

O ciclista britânico, que já conquistou duas etapas nesta edição e está a duas vitórias de igualar o recorde do belga Eddy Merckx (34), foi 160º classificado entre os 165 corredores que concluíram dentro do controlo, finalizando 35 minutos 49 segundo depois do vencedor, o australiano Ben O'Connor (AG2R Citroën), numa etapa em que o pelotão percorreu 145 quilómetros com cinco contagens de montanha e perante condições climatéricas bastante adversas. 

"Tinha muito medo desta etapa. Estou emocionado por ter superado as dificuldades e feliz por poder continuar na corrida. Mas o pior é que haverá muitos dias como este", afirmou o ciclista, de 36 anos, que cruzou a meta 'escoltado' pelos companheiros de equipa Michael Morkov e Tim Declercq, seis segundos após outro corredor da Deceuninck (Dries Devenyns). No final, Cavendish, atual camisola verde (líder da classificação por pontos), agradeceu-lhes por todo o esforço e ajuda.

Amanhã é dia de descanso e na terça-feira Cavendish terá nova oportunidade para vencer, já que a 10ª etapa (190,7 km entre Albertville e Valece) é plana e adivinha-se uma chegada ao sprint. 

Por André Antunes Pereira
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Tour

Notícias

Notícias Mais Vistas