Cristiano Ronaldo após ser eleito o Jogador do Século: «Motiva-me para continuar»

Avançado português distinguido na cerimónia dos Globe Soccer Awards

A carregar o vídeo ...
O momento em que Ronaldo recebe o prémio de Jogador do Século, o discurso e a apresentadora "cheia de frio"
Cristiano Ronaldo foi eleito este domingo o Jogador do Século na 12.ª edição dos Global Soccer Awards, numa cerimónia que decorreu no Dubai. No momento de receber o prémio, o internacional português não escondeu a satisfação.

"Quero agradecer a todos os que votaram, aos meus colegas, os clubes por onde passei, a seleção... À minha família, os meus amigos, especialmente às minhas crianças e à minha namorada, que estão sempre comigo e me ajudam a ser sempre melhor jogador e pessoa. A minha mãe, as minhas irmãs, o meu pai, o meu irmão. É uma grande realização para mim. Isto dá-me motivação para continuar com a minha vida, o meu futebol. É muito bom fazer parte deste evento, estar com estes enormes jogadores. Estar nomeado já era uma grande honra para mim", afirmou CR7, deixando ainda um desejo.

"Espero que no próximo ano a pandemia acabe e possamos aproveitar com maior felicidade e em família. Que possamos fazê-lo noutro local mais caloroso. Obrigado mais uma vez, estou muito orgulhoso e feliz", concluiu.

Na fase inicial da cerimónia, o português integrou um painel de convidados com Iker Casillas e Robert Lewandowski. 

"Há algumas semanas eles escolheram os 11 melhores para a Bola de Ouro e eu estava lá. É uma honra estar aqui nesta gala com estes jogadores fantásticos como Casillas, Lewandowski, Piqué... Tenho 36 anos, mas ainda amo futebol. Amo a minha vida e amo a minha família e os meus filhos. Há quinze anos que faço as mesmas coisas e muitas vezes os mesmos exercícios. Às vezes chego às 2 da manhã, faço uma massagem no SPA para recuperar. Iker Casillas é um exemplo para nós, quando ele tinha o seu problema era um exemplo porque às vezes não valorizamos o que temos", disse o CR7, que vê Portugal como possível candidato a renovar o título europeu.

"Temos uma boa equipa e um treinador fantástico. Os jovens estão a melhorar cada vez mais. Vencer o Europeu? É possível. França, Espanha e Alemanha são favoritos, mas estamos lá para lutar. Vão ter de respeitar Portugal, pois somos uma equipa forte, boa e temos boas hipóteses de ganhar" sustentou.

Cristiano Ronaldo: «É aborrecido jogar em estádios vazios. Gosto quando me assobiam»
Mais um recorde a caminho

O primeiro jogo e golo de Cristiano Ronaldo em 2020 vai garantir-lhe outro recorde: jogar e marcar como profissional há 20 anos consecutivos. O craque português assumiu que "nem sabia que havia outro recorde a bater". "É um prazer ouvir esses recordes. Já consegui muito, mas sem os meus companheiros, sem uma grande equipa, não teria conseguido", justificou.

"Gosto quando as pessoas apupam o Cristiano"

Cristiano Ronaldo também falou sobre a ausência de adeptos nos estádios e assume que é "aborrecido" jogar assim. "Tenho que ser sincero. Jogar num estádio vazio é aborrecido. Nós, como jogadores, respeitamos os protocolos, mas não gosto. Faço-o porque adoro futebol, porque jogo pela minha família, amigos e adeptos, mas não gosto. Gosto quando as pessoas apupam o Cristiano, mas já não acontece. Agora, quando vou a outros países, são os jogadores adversários que apupam. Motivo-me com isso. Espero que em 2021 as regras mudem e os estádios possam estar repletos de adeptos, porque o futebol, sem eles, não é nada", defendeu o internacional português.

(notícia atualizada às 16h37)
Por Record
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de O diário de CR7

Notícias

Notícias Mais Vistas