Advogados de Ronaldinho dão 1,5 milhões de euros para tirá-lo da prisão

Antigo craque brasileiro foi detido há mais de uma semana no Paraguai

• Foto: Lusa/EPA

Ronaldinho Gaúcho continua preso no Paraguai, onde foi detido há mais de uma semana quando tentava entrar naquele país com um passaporte falso. Sabe-se agora que os advogados do antigo craque brasileiro ofereceram 1,5 milhões de euros para tentar tirá-lo da cadeia e colocá-lo em prisão preventiva o mais rápido possível.

A notícia é avançada pelo 'As', que adianta que defesa de Ronaldinho ainda não obteve resposta da justiça paraguaia. Segundo o jornal espanhol, esta oferta surge dias depois de os advogados terem avançado com uma proposta de 800 mil euros que foi rejeitada pelo juiz Gustavo Amarilla, alegando que o valor não era suficiente tendo em conta a capacidade financeira do antigo internacional canarinha.

Recorde-se que depois de ser detido Ronaldinho tentou voltar ao Brasil mas voltou a ser preso pelas autoridades. Desde então tem-se adaptado melhor do era esperado ao 'estatuto' de recluso e até participou num torneio de futebol entre os presidiários.

Apesar de ter sido detido, tal como o irmão, por alegada falsificação de documentos, a polícia paraguaia acredita que ambos podem estar envolvidos em outros crimes

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.