Messi admite ter reagido mal ao despedimento de Valverde e explica resposta a Abidal

Craque argentino deu entrevista a jornal espanhol sobre o atual momento do Barcelona

• Foto: Reuters

Lionel Messi abordou os temas que esta temporada têm dominado a atualidade do Barcelona e numa entrevista ao 'Mundo Deportivo' o craque argentino admite ter reagido mal ao despedimento de Ernesto Valverde, considerando que os jogadores tiveram a sua quota parte de culpa, assim como explica a razão de se ter envolvido numa polémica com Abidal, secretário técnico da formação catalã.

"Reagi mal à saída de Valverde, porque era um grande treinador e uma excelente pessoa. Disse-lhe isso mesmo muitas vezes. Houve jogos em que os jogadores foram mais responsáveis do que ele. Mas no final é mais fácil mudar o treinador do que os jogadores e os treinadores sabem disso. Depois veio a derrota com o Atlético Madrid, tínhamos o jogo praticamente controlado e em cinco minutos fomos afastados da Supertaça de Espanha. Tudo isso levou a que terminasse como terminou, mas foi uma pena", afirmou Messi.

Depois veio a polémica com Abidal. Messi explica que se sentiu atacado e que por isso não poderia deixar o caso passar em claro. 

"Não sei o que aconteceu para ele vir dizer o que disse, mas respondi porque me senti atacado. Senti que estava a atacar os jogadores. E há demasiados rumores sobre os balneários, sobre o que acontece, os treinadores, os jogadores e sobretudo sobre mim, por exemplo que tenho muito poder e tomo decisões. E incomodou-me que o secretário técnico tenha colocado os jogadores como foco do despedimento de Valverde. [Abidal] Ele é que é o secretário técnico, toma decisões e deve assumi-las. Por isso respondi, não podia deixar que me atacasse daquela maneira." 

Messi abordou também os rumores de que o presidente do Barça, Josep Maria Bartomeu, terá contratado uma empresa para difamar alguns jogadores.

"É uma situação estranha. O presidente repetiu o que disse publicamente, qual era a situação e o que tinha acontecido. É estranho, mas eu aprendi que se deve sempre esperar por provas. Não posso fazer nada mais do que esperar para ver como acaba a história", afirmou. 

Messi descansou ainda os adeptos e deixou a garantia que não pretende deixar o Barcelona.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.